Santa Catarina,
Home A Entidade Ações Diretoria Os Diários Coluna Pelo Estado Contato
Destaque
 
Comunicação do Estado reconhece cidadão como cliente
Comunicação do Estado reconhece cidadão como cliente

Secretário Gonzalo Pereira fala um pouco da estratégia para a área durante visita à ADI-SC/Central de Diários/SCPortais

Secretário Gonzalo Pereira fala um pouco da estratégia para a área durante visita à ADI-SC/Central de Diários/SCPortais


O secretário de Estado da Comunicação (Secom), Gonzalo Pereira, fez uma visita institucional na manhã de hoje à sede da Associação de Diários do Interior (ADI-SC), Central de Diários e SCPortais. Recebido pelo presidente da ADI-SC, Ámer Felix Ribeiro, e pelo vice-presidente de Gestão e Finanças, Adriano Kalil, o secretário conheceu um pouco melhor a rede formada no interior do estado. São diários impressos, associados e parceiros, e também portais de notícias, que atuam em sistema de integração editorial.


Em uma rápida entrevista, Gonzalo Pereira contou que assumiu a Secom com algumas orientações da parte do governador Eduardo Pinho Moreira, e destacou como pano de fundo de toda a política de Comunicação do Estado o tratamento do cidadão como cliente principal da estrutura governamental. “A este cliente o governo deve satisfações e tem compromisso de transparência. Todas as ações devem ser, o mais possível, tornadas públicas”, resumiu.


Ele completou que para que isso aconteça, e que o cidadão saiba de que forma estão sendo aplicados os recursos que ele aporta ao Estado através de impostos, já existe um caminho consolidado, que são os veículos de comunicação, jornal, rádio, TV ou web. “Queremos intensificar o diálogo com os cidadãos entendendo o governo como um grande prestador de serviços.”


No tratamento aos diferentes veículos de comunicação, o secretário adiantou que a estratégia é definida com base no princípio “a cada um sua justa importância”. “Temos aqui a importância fantástica, forte, dos veículos regionais. São eles que falam das questões locais, nunca tratados com profundidade pelos chamados veículos grandes.”


Gonzalo Pereira classificou as empresas regionais de comunicação como “essenciais e estratégicas”. “Só o veículo de uma região sabe tratar com mais relevância e clareza a importância da inauguração de um hospital, por exemplo, enquanto para os demais é apenas mais uma obra entre tantas.”


Da mesma forma há critérios a serem seguidos na escolha entre meios de comunicação para esta ou aquela campanha, este ou aquele anúncio. Segundo o secretário, três aspectos são levados em consideração: audiência, relevância e ambiência. “É preciso estar onde há audiência, sim, mas o público e o espaço também devem ser adequados para uma comunicação de governo. A análise é eminentemente técnica”, declarou.

 

Fecam

Na terça-feira (15), Ribeiro e Kalil também receberam a visita do presidente da Federação Catarinense de Municípios (Fecam), Volnei Morastoni, prefeito de Itajaí, e o diretor Executivo da entidade, Rui Braun, que pediram apoio para divulgação e cobertura da Marcha dos Prefeitos a Brasília, que acontece na próxima semana, e para o Congresso de Prefeitos, que acontece em Florianópolis de 11 a 14 de junho.

 
O tema principal será Cidades Inteligentes, englobando tecnologia e gestão. Morastoni e Braun conheceram um pouco mais da importância dos diários integrados e da expansão para o meio digital através do SCPortais, hoje o segundo portal de notícias mais acessado no estado. Ribeiro e Kalil, por sua vez, aproveitaram a visita para reforçar o convite à participação da Fecam na Jornada de Debates promovida pela ADI-SC e que este ano traz a temática Fake News X True News – o valor do jornal, marcada para a quinta-feira da próxima semana, dia 24.